Sofro por antecipação. Morro antes de levar o tiro.

Caio Augusto Leite.   (via motivando)

Fui à biblioteca e tentei encontrar livros sobre o que fazia com que as pessoas se sentissem do jeito que eu estava me sentindo, mas os livros não estavam lá, ou, se estavam, eu não podia compreendê-los. Ir até a biblioteca não era nada fácil: todos pareciam tão confortáveis, os bibliotecários, os leitores, todos menos eu.

Charles Bukowski. (via refugiarei)

O dia está feio. Meu coração está afundado. E eu só não me atiro dessa janela porque tem grades, e eu passaria um trabalhão tentando removê-la sem as ferramentas necessárias. Outro contra, também, é que moro no segundo andar e a distância até o piso não se anuncia muito letal, então o máximo que eu ia conseguir é deslocar alguns membros importantes e ficar sangrando para a diversão de um monte de cretinos abelhudos sem mais nada pra fazer, até que alguma ambulância resolva aparecer. Logicamente, é melhor seguir fazendo o que melhor sei fazer, que é sofrer calado, entrar no banho e ir estudar naquela bosta de lugar.

Gabito Nunes.    (via blessuree)

A gente entende que saudade, além de não se traduzir, também não se cobra. Que presença e importância não se impõe.

Tati Bernardi

O café. Eu sou o café. Ás vezes sou amargo, ás vezes doce. Ás vezes quente demais, ás vezes frio. Ás vezes bebido pela metade, ás vezes esquecido. Ás vezes pecando em doçura, ás vezes pecando em amargura. Ás vezes servido acompanhado, ás vezes sozinho.

Bruno Grey.  (via bloqueioemocional)

wistica + suffixyou